29 junho 2015

Viagem à Sampa, parte 2: Missão Conhecer Eli

Oiee, meu povo!! Olha eu aqui de novo conforme prometi a vocês! ♥ 
E, para falar sobre a parte 2 da minha ida à São Paulo, que foi para conhecer a Eliane Serafim, essa mulher incrível que criou o Encrespa Geral, um evento que ultrapassou as barreiras da internet e  hoje conta com a participação de 27 cidades entre Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Angola, Bélgica, Itália e Dublin, sem deixar de mencionar, é claro, que até no Japão, sob a organização da flor Michele Shirai, o Encrespa já marcou sua presença. Foi correria, choveu muito no dia, mas teve sim, e entrou pra história, sim. Enfim, somente uma pessoa de uma personalidade enorme e humanismo pra ter tido essa brilhante ideia que hoje só cresce, de uma forma que nós que participamos nem acreditamos, tamanha a grandeza. Tenho muito orgulho de desde a primeira edição trazer o Encrespa para Maceió e ir a São Paulo conhecer a Eli, era mais quem um encontro, uma missão! Então, vamos aos detalhes desse encontro lindo!? #VamosSim *-*


Como eu a conheci...

Eu já via publicações da Eli no grupo Amigas Cacheadas do Facebook, mas minha aproximação com essa diva de cabelos amarelos se deu quando eu soube do Encrespa Geral. Vi o burburinho na internet e várias cidades entrando na ideia - foram 15 já na primeira edição -, e não hesitei ao pensar que Maceió podia estar dentro. Então comecei a pesquisar mais sobre a ideia e é claro, me apaixonei! Era uma fase em minha vida em que eu estava juntando os processos de assumir minha identidade, já tinha feito o blog e portanto, discutir sobre autoestima e autoaceitação eram temas em questão trazidas pela discussão do cabelo crespo. O Encrespa Geral veio a calhar perfeitamente com o que eu queria dizer pra o mundo. A possibilidade de reunir o máximo de pessoas em espaços públicos pra juntos comemorar as flores e espinhos do ser livre dos padrões impostos, além do foco na conscientização disso e de outros temas acerca dos preconceitos é o que impulsiona. A Eli transformou em evento todas essas ideias e hoje isso é bem mais: de um evento para um movimento que tem crescido abundantemente, levando os pontos de interrogações onde precisa, como por exemplo: "Cabelo é moda? É para para ser uma ditadura de cachos? O racismo realmente existe?", e a partir de questões como essas e entre outras, o Encrespa surge, analisando e discutindo possibilidades de mudança. Essa é a palavra. Então eu carrego comigo uma gratidão à Eli, por essa dádiva que ela trouxe ao mundo em forma de Encrespa.


Eu queria falar pra ela sobre a minha luta com a organização do Encrespa aqui e ouvir seus conselhos. Então ir para São Paulo era automaticamente encontrá-la. Foi aí que soube do curso e já falei com ela pra marcarmos. (post do Curso aqui) Ela topou e o que seria um encontro rápido em qualquer lugar de São Paulo se transformou em 2 dias de muitos risos em sua casa, com sua cat linda e ciumenta de nome Luna... Um amor! rsrs :D 
Foi incrível cada segundo. Uma pessoa que eu só conhecia pela internet e tínhamos tanto em comum que mais parecia que nos conhecíamos há anos! Além disso, foi ela quem me tirou a impressão errada da cidade, pois eu ainda não tinha sido apresentada à mesma. Então ela pegou na minha mão e me levou pras ruas de São Paulo, literalmente! Eram os meus últimos dois dias na terra da garoa, pois eu já havia feito o curso, e só posso dizer: foi muito feliz! xD 

Encrespa Geral X Ebony English
A Ebony English é uma instituição nacional que tem suas atividades entre o Brasil e os Estados Unidos justamente para discutir as questões ligadas aos preconceitos e o racismo através do mote da Educação. Lá, diferente das escolas de línguas que conhecemos, é ensinado inglês com Cultura Negra. Isso mesmo, existe esse sonho de escola no mundo! É na pessoa do Rodrigo Faustino que a Ebony tem sua sede aqui no Brasil e hoje o Encrespa e a Ebony andam em conjunto, fazendo com que a sede da Ebony seja também a sede do Encrespa. E eu tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o Rodrigo e a sede do Encrespa na paulista. Foi a Eli que me levou e eu acordei bem cedinho com os olhos brilhando... Iniciativas como a Ebony e o Encrespa me fazem entender que o mundo não está tão perdido assim. Ainda existem pessoas comprometidas em mudar o mundo e eu que acredito nisso, quero estar sempre próximo delas. Farei uma próxima postagem entrevistando o Rodrigo e falando mais da Ebony procês, combinado? Os olhos de vocês vão brilhar tanto quanto os meus...*-*

Nós na sede! Eu, Rodrigo e Eli. E todo amor ao Encrespa... *-*

Sim, existe amor em São Paulo!

Enquanto saímos da sede do Encrespa, na avenida Paulista e passeávamos pela rua, pela primeira vez na viagem eu estava vendo a cidade com outros olhos. De repente, entre tantos prédios e carros e pessoas apressadas para todos os lados, surge um Parque, o Parque Trianon, onde fomos Eli e eu respirar e refletir sobre os passos do Encrespa esse ano. Ao sair de lá, demos de cara com uma banda completa na calçada do Parque, a The Original Wallies Band, incríveis, banda completa:


Andamos mais um pouco e logo à frente estava o MASP, Museu de Arte de São Paulo, quanta emoção ver fora do livro uma obra de Cândido Portinari que mostra bem realista a história do nosso povo que sofre e Van Gogh com toda sua magia em exemplos originais.
A Eli levou pra mim em alguns detalhes daquela caminhada uma "estrada de tijolos amarelos" na grande São Paulo, pra mim, que havia alguns dias estava se sentindo perdida tão longe da minha cidade. Era como seu eu fosse mesmo a Dorothy, do Mágico de Oz. E foi assim que eu me senti cuidada.
Ela me disse coisas que eu nunca vou esquecer na minha vida. Foram horas de diálogos espontâneos, falávamos da nossa vida, nossas lutas e nossos inúmeros empregos... rsrs Ela é uma aula de humanidade na prática. Afirmo na prática porque de discurso conheço muita gente. Mas a Eli é exceção mesmo.
Falando assim aparece a imagem de uma pessoa bem fofinha, não é, gente? Mas não, a Eli é um furacão! E uma figura fofa ao mesmo tempo. As palavras, na boca dela, funcionam como a espada que um soldado desembainha para ir à Guerra. E não estou falando de uma pessoa sempre na defensiva, não. É que ela defende com unhas e dentes o que acredita. E não admite oportunistas se aproximando. Quando o assunto é mexer no seu filho, então, o Encrespa, sai de baixo, menino! Voltei com essa mesma garra, que já tinha com o meu Encrespa aqui em Maceió, direcionado. Que palavras dela, é meu.


Eu quero dizer a Eli um enorme obrigada. E se você tiver a oportunidade de cruzar com essa mulher no seu caminho, não perca a chance de puxar assunto com ela. Você vai sair da conversa, renovad@. Essa figura que está sempre com um sorriso no rosto e gosta tanto de gatos (veste a camisa, literalmente, como na foto) tem uma linda lição de vida e carrega em seus olhos a humildade de ser quem é. Essa pessoa grandiosa que carrega uma missão consigo e que se chama Encrespa, merece a grandeza que tem nas mãos, o Encrespa. Mais respeito, seu moço, e se incomode quem quiser, estou falando de uma pessoa grande. Carrego comigo o sonho de trazê-la aqui e não vai demorar muito. Aguardem... =)

É isso, gente. Voltei para Maceió com a bagagem transbordando de experiência, trocas e muita esperança no amanhã ao encontrar a Eliane Serafim. Toda a trabalheira de organizar o Encrespa Maceió não se compara a ser responsável por administrar todas as cidades participantes e países. Aguardem-na antes aqui no blog falando de sua experiência e trabalho como terapeuta capilar. É um trabalho lindo, vocês vão amar conhecer.

Curtam a Fan Page do Encrespa Geral no Facebook: https://www.facebook.com/ENCRESPAGERAL?fref=ts
Para ficar por dentro da Programação anual do Encrespa e saber se vai ter em sua cidade, entre no grupo oficial: https://www.facebook.com/groups/556894757698634/?fref=ts
Se você é de AL ou redondezas, entre no Grupo Encrespa Geral - Maceió: https://www.facebook.com/groups/789527361165791/requests/?notif_t=group_r2j


Obrigada por acompanhar a postagem, pela visita em nosso blog e até a próxima! ;)


10 junho 2015

Viagem à Sampa, parte 1: Curso Arquitetura dos Cachos, com Denis Silva


Olá, amores cresp@s da Tam! Sim, briguem comigo, eu sei que estou sumidona daqui, mas todos os dias penso nisso e agora vou conseguir dedicar mais tempo ao blog, prometo, prometo e prometo!
Peraí, que isso de se dedicar só será possível porque meu irmão e anjo, Deni Melo, topou topado entrar na equipe e agora eu tenho o melhor Secretário e Social media do mundo! *-* 

A correria com a Assessoria dos Cachos estava demais e eu trabalhando de manhã e tarde nas Assessorias, mas nas noites, madrugas, sábados, domingos e feriados sempre atendendo ao celular, Whatsapp, e-mail, Facebook, Fan page... Ufa! Até chegar ao ponto de algumas pessoas nem serem respondidas, porque sozinho a gente vai perdendo o controle, não tem como! Peço até desculpas por isso. Até tentamos ser mil em um, mas é impossível, somos seres humanos e temos vida pessoal também... Essa aí, então, atenção quase em último lugar, coitada. =X 

Mas agora que eu voltei a ter vida de novo, vou ter tempo não só para o Blog, como para o Encrespa Geral ficar ainda mais lindo na próxima edição em Novembro (não teve edição em Maio), e retomar à Oficina Cabelo e Identidade, bem como o Workshop que estou preparando para cabeleireiros, além das melhorias à própria Assessoria dos Cachos, sempre... ;D Enfim, são tantos projetos que eu não sei se caberão nesse ano ainda, mas Encrespa em Novembro vai ter sim!!!

Bom, pós retratação com vocês, porque vocês merecem e eu já estava me sentindo péssima de tê-los no blog e nenhuma novidade aparente. Mesmo assim, todos os dias ainda recebo pelo menos 1000 visitas diárias aqui no blog. Nem acredito, sabiam? Vocês são muito lindos, obrigada demais!

Emfim, vamos à postagem porque já faz mais de um mês que fui e voltei de São Paulo para uma viagem dupla em busca de 2 sonhos que andam comigo e que é meu lema desde que fiz esse blog e antes dele: Cabelo e Identidade. A parte Cabelo, que está ligado ao meu trabalho como Assessora dos Cachos, se refere ao curso Arquitetura dos Cachos, com Denis da Silva, organizado anualmente e com acontecimento na Floreal Clínica dos Cachos e a parte Identidade era conhecer a idealizadora do Projeto Encrespa Geral, a querida Eliane Serafim que vocês viram em entrevista aqui nesse post.
Bom, eu vou começar na ordem, falando sobre a parte "cabeluda" dessa minha viagem, e na parte 2, falo de como foi com a Eli. Depois eu vou fazer uma outra postagem (várias promessas pra cumprir) sobre a polêmica do tratamento Cronograma Capilar e "outras cositas mas" que também vi no curso. Mas vamos por parte! Vem comigo! xD

Pois bem, chegado o dia do curso, no dia 19 de Abril, fui à Vila Mariana, para o Floreal Clínica dos Cachos, onde seria o curso. Minha emoção na porta da Clínica ao ver a o lugar, igualzinho havia visto na postagem da Rosana, do blog Encaracoladas, quando ela postou em 2012, aqui. Com certeza, registrei a mesma imagem, pois era uma realização. E eu havia aprendido muito com a Rosana, seu blog e fórum. Respirei fundo, e entrei, feliz. Juro que ainda aconteceu de eu não acreditar, pois passei por tantas coisas nos 2 dias que antecederam o curso, que não via a hora de que o curso começasse e terminasse pra que eu voltasse pra Maceió. Mas depois que eu passasse por essas portas, viver cada segundo, era o único plano, não era pra menos: esperei 3 anos para isso. ♥


Assim que entrei, já fui recebida por um delicioso café da manhã, contendo até bolo de fubá (que eu adoro) e ainda competi com o Miro, fundador da Clínica dos Cachos - ele queria o bolo de fubá só pra ele... Também, pudera, o bolo de fubá é um dos melhores que existem! 
 E as colegas de curso? Mais que lindas, com quem já fui me enturmando e já conhecia parte da internet, acompanhando seus trabalhos. Não havia nada mais interessante do que falar sobre cachos, tranças, aceitação, clientes... E com pessoas de diversos lugares do país, contar de onde eu vinha, morrendo de orgulho de representar minha Maceió... Além do que, aqui em Maceió eu não tenho colegas de trabalho de cachos... Sou sozinha e nesse curso, me fiz! E, sim, eu era a de mais longe do país! ♥ #amomuitotudoisso



Na ordem, Djeni, Cris, eu e Alessandra da Trança e Alessandra Consultora dos Cachos. Lindas, adorei conhecê-las! Faltou a Sara na foto *-*  
O curso

O Denis Silva chegou e em sua apresentação inicial foi falando sobre as dificuldades e privilégios de em 1997, transformar o Deva Chan Salon em um salão que atendesse apenas ao público cacheado. Contou sobre a marca Deva Curl e seu compromisso com a saúde do cabelo e até brincou que os produtos são para que o cabelo goste, não a gente. E olha que é difícil gostar se não de todos, da maioria dos produtos Deva! Sou apaixonada pelo cheirinho deles... (menos o Mirror!)
Daí, eu entendi porque algumas pessoas desistem da técnica No/Low Poo e ele até exemplificou que fazemos o erro de testar os cosméticos na mão e nas narinas, ao invés de testar no cabelo. E vou dizer, é uma novela de testes e mais testes até adaptar não só os Deva, mas os produtos gerais no nosso cabelo, especialmente quando optamos pelas rotinas. Porque cada um, é um.
E no caso dos Deva, é preciso utilizá-lo como indica a marca e esperar pelo resultado, que é maravilhoso quando você encontra a melhor medida para o seu cabelo.
 É preciso fazer diversas misturas entre os produtos mesmo e ir testando com persistência.
Não precisa respeitar a ordem, pode até utilizar o condicionador antes da máscara e a máscara como creme! A ideia é ir brincando com as possibilidades e isso é o que vai resultar em um cabelo bonito todos os dias. É possível, quando se tem produtos com componentes que não agridam os cabelos como os sulfatos, petrolatos e silicones, que são sintéticos. E por isso, todos os produtos da linha são basicamente, botânicos e esse é o lema: cabelo é orgânico e não pode ser tratado com matéria sintética, e sim, orgânica ou botânica. Eis a síntese do No poo.

Depois, ele fez um passeio breve sobre o uso do formol embutido em queratina em alguns produtos. Os queratin treatments. Tudo para que os + de 150 tipos de cachos se padronizem ou em cachos "mais soltos" ou em lisos. Beleza é a diversidade. Cada um desses tipos tem sua singularidade e não precisa mais do que cuidado e amor para serem lindos. Afinal, eu digo e repito: beleza é saúde. ^_^

Deva Cut - Técnica para o Corte
Denis Silva falando sobre comprimento na técnica Deva Cut de corte para cabelos cacheados.
Troca de experiências vai, história do Deva vem e fomos à técnica Deva Cut, o corte específico da marca. Aqui o princípio da técnica é a decisão. Essa palavra regeu o momento. É quanto, como e onde eu devo decidir cortar. E que menos para o cabelo que tem mola, é mais. Que a cliente cacheada tem medo de corte, pois geralmente perde muito do comprimento e comprimento para quem como nós, que sofremos o fator encolhimento é uma preciosidade. Então corte à seco + decisão de corte + tesoura sem navalha e pronto, cortar o tipo de cabelo de ondulado a crespo não é um bicho de 7 cabeças.
Pra mim, que já comecei a trabalhar no ramo com o público cacheado, sempre cortei à seco e respeitei, justamente por ter cabelo crespo, o tamanho original dos cabelos das minhas clientes. Então aprimorei minha técnica e admito que estou brincando muito com a técnica Deva Cut e renovou o meu prazer em fazer cortes! #sóamor :3


No primeiro momento, o Denis fez em sua modelo e nós fomos praticar em nossas bonecas, de cabelo natural. E sabe o que é legal? A boneca de cabelo totalmente natural, ficou de brinde do curso para que, em casa, treinássemos as técnicas passadas no curso. Um amor, não é, gente? Pois aqui no Brasil só existem bonecas de cabelo liso... Uma canseira isso! =/


Eu, com a minha Lorraine - porque eu coloquei esse nome nela - já depois do Deva Cut aplicado.
Basicamente o primeiro dia do curso foi para o corte. Dia inteiro treinando uma técnica totalmente específica para o nosso tipo de cabelo. É desse cuidado da Deva que eu gosto e o que me levou ao curso. Pois na minha caminhada de especializando-me nessa área, é o que vejo faltar muito aos cursos de formação de cabeleireiros. Sempre que chegamos na parte de cortar o cabelo crespo, é preciso alterar o fio molhando sempre. Para que assim, possibilite aplicar um corte de cabelo liso. Coisa que não combina com os cachos. Assim como nem sempre um corte para cabelo cacheado dá bom resultado em cabelo liso.

Segundo dia de Curso - Pintura Luzes

No segundo dia o foco era aprendermos as luzes para o cabelo cacheado. Na verdade, a pintura, assim considerada, pela minúcia da técnica e o resultado delicado e surpreendente das mexas, que saem do meio do cachinho mesmo. É fácil de entender, na prática, porque a técnica é premiada.  Realmente um trabalho muito lindo, que exige um cuidado grande por parte da gente, pois a pintura é aplicada cacho por cacho. Pra vocês terem ideia, antes de irmos aplicar, passamos a manhã inteira somente para treinar como retirar o creme da mão com o cumbrush, ou seja, esse pincelzinho duplo, que a Deva Curl tem um modelo próprio:


Após praticar bastante a precisão de como pegar o creme da mão, fomos testar aplicar primeiro com a parte do pincel e depois com a parte do pente. E somente na segunda parte do dia, ou seja, à tarde, é que fomos à prática.



















É uma delícia fazer as luzes da Deva Curl! Confesso que fui a última a terminar, 2h depois! \o/


Por fim, o resultado na minha boneca. *-* (Desculpem a péssima qualidade da fotografia)
Achei incrível a técnica e o resultado muito diferente das luzes que tenho costume de ver. Mas não pretendo ainda lançar o serviço enquanto Assessora dos Cachos. Ainda está nos meus planos mais uma viagem, pra um curso voltado somente para Colorimetria e eu já estava estudando fazê-la sem amônia, coisa que no curso foi feito, mas também apresentando a possibilidade sem ela, mas não aprofundado. É uma busca minha e não devo ao curso, aprender a técnica foi de grande valia pra mim, e o curso não era de cor. E eu voltei com muita coisa a refletir e repensar, apesar de que não ouvi em momento algum sobre a Lorraine Massey, a responsável por tudo que diga respeito às técnicas No e Low poo e à criação dos produtos Deva Curl.

Bom, amores, eu estava louca pra falar do curso procês, e aqui está. Esse é nosso cantinho e eu amo muito compartilhar meus aprendizados com cada um de vocês. Obrigada por acompanhar e até a próxima postagem! *-*