30 novembro 2013

Será que precisamos de tantos produtos pra cabelo assim?



Olá, Crespinh@s, tudo bem com vocês?

Hoje vou falar sobre o excesso de produtos que usamos nos cabelitchos. Será que precisamos mesmo de tanta coisa?

Tudo bem, quem ainda está descobrido os produtos, quem acabou de voltar pros cachos, quem está precisando experimentar muitos produtos até ter aquele que possa chamar de seu. Cada cabelo é uma sentença, e precisamos mesmo passar por essa fase.

Mas vamos parar pra pensar... Quando nos damos conta, acabamos caindo num consumismo exagerado, muitas vezes desnecessário, acumulando um monte de produtos em casa, que nem queremos mais, que enjoamos...

Somos bombardeados por propagandas e mais propagandas de tudo que é coisa, e acabamos com um monte de coisa sem serventia em casa! #ounão?


Eu sei que é tão gostoso (re)descobrir os cachos, ficar trocando ideia com as outras pessoas cacheadas, etc. descobrindo coisinhas novas...

Eu já caí nessa de acumular muito produto em casa. Depois me enchi. Meus fios ficaram saturados e minha paciência também. Afinal, a vida não é só cabelo... Todos temos muitos interesses, e às vezes enjoamos de ficar só pensando e falando de cabelo.

E na minha busca por uma vida com mais qualidade e consumo consciente, queria deixar aqui minha opinião. Sem paranoias, apenas para refletirmos um pouquinho.

Não é raro acabarmos saturando os fios de tanto misturar produtos diferentes, consequência da ansiedade que nos leva ao impulso de comprar tudo o que vemos por aí, e que sabemos que deu certo com Fulana... Usamos tudo sem critério, com pressa de sabermos o resultado, numa afobação insana que temos hoje em dia, tudo tem que ser JÁ. E se algo sai errado, nem sabemos o que pode ter causado o dano, nem lembramos mais de tudo o que usamos! #quemnunca? #sentaechora


Será que não buscamos um padrão de cachos que simplesmente não nos pertence?

Será que não exageramos na busca pela perfeição? Percebo um exagero às vezes das crespas na busca pela total definição dos cachos, de maneira que acaba ficando até artificial...

Será feio deixar o cabelo soltão, até mesmo armadão, bem natural?


Tá, precisamos hidratar, nutrir, reconstruir. Mas encontramos um produtinho bom, ok. Ficamos sabendo de outros produtos bons, que queremos testar também, ok. Podemos fazer uma listinha, guardá-la com cuidado para aquisições futuras. Uma coisa por vez, vamos devagar, observando, aprendendo com calma.

Gente, não sei se esse texto está uma chatice. Porque é tão gostoso se jogar nas perfumarias, lojinhas de cosméticos, daí vem essa chata falar pra pararmos de consumir. Não! Não é isso! Quero que paremos para refletir sobre o excesso. Excesso de consumismo, excesso de perfeccionismo. Já somos lindas com o que Deus nos deu. Do jeitinho que é. Esses excessos causam impacto na natureza e em nós.

Esse texto é principalmente pra mim ♪♫ "você e eu e todo mundo" ♪♫... hehe... sério, eu estou aprendendo a deixar de ser tão consumista, e a dar valor às coisas que realmente valham à pena.

Era isso que eu queria falar. Acredito que a gente é que faz o mundo em que a gente quer morar.

Beijo no coração de tod@s!
Fezoka

21 novembro 2013

Textura, Densidade e Espessura



Olá crespinhas e cacheadas, tudo certo ? O papo hoje vai ser: como não pirar na classificação de cachos e tipo de cabelo, como não transformar isso em preocupação e cortar o barato de curtir seu cabelo.


Toda crespa e cacheada bem informada sabe que existem classificações, tipos de cachos, aquela tabelinha 2 A, B e C – 3 A, B e C – 4 A, B e C, isso só para mencionar a mais conhecida, já vi outros tipos, onde não aparecem os tipos C, já vi outra que tinha até 4F, 4G .... o céu é o limite ...



Estas classificações servem para “padronizar” tamanho dos cachos e facilitar um padrão,  mas tem uma grande diferença entre tamanho de cacho e tipo de cabelo.
Além do tamanho do cacho, temos outras variantes que vão determinar como nosso cabelo realmente é. E cá entre nós, tem coisa mais deliciosamente fora de “padrão” do que um cabelo crespo ou cacheado ?
Vamos á prática certo ?? 


Textura:


Textura é a sensação tátil que o cabelo nos dá, independentemente do tamanho de cacho, o cabelo pode ser muito macio, menos macio, meio áspero ou bem áspero, as condições do fio irão determinar isso, se está muito poroso ou não, se está bem nutrido, se está bem hidratado; e a própria natureza dele sim, porque tem cabelos que são naturalmente mais ásperos que outros. Os tratamentos sempre irão nos proporcionar uma melhoria na textura mas têm limite para tudo, você não pode transformar a ovelhinha num Yorkshire, e nem numa nuvem de algodão, certo ?
Até nos cavalos vemos isso, tem cavalos com crinas mais ásperas e outros com crinas mais sedosas. É a mãe natureza.

Com qual vocês se identificam ? hehehe   Eu sou a mãe do filhote.





Densidade:


Densidade é a quantidade de fios distribuídos num determinado espaço do couro cabeludo, vamos imaginar que temos um quadradinho de 2 cm² do couro cabeludo, nesse quadradinho podem ter poucos fios, quantidade média de fios ou muitos fios.

Se o quadradinho tiver poucos fios, temos baixa densidade, é aquele cabelo ralinho, quando está molhado desaparece, se fizer rabo de cavalo,  o lugar onde você prende / amarra é fino, solto pode até enganar se armar, ficar com volume e se espalhar bem.

Se você tem uma quantidade razoável de fios no quadradinho que descrevi, o cabelo diminui quando molhado mas não “some” e o rabo de cavalo é larguinho, temos média densidade.

Alta Densidade, muitos fios por centímetro quadrado, ou seja, o quadradinho está super cheio de fios, eu considero uma bênção, são aquelas pessoas que tem cabelo para duas cabeças, faz um rabo de cavalo ou trança e ficam bem largos mesmo, ao fazer rabo de cavalo precisa de um prendedor eficiente. Não duvidem que é uma bênção.
O meu era assim quando eu era criança, depois de anos alisando fiquei com baixa densidade.... pois é meninas... excesso de química altera isso também.


 Espessura do fio:


O fio de cabelo pode ser fino, médio ou grosso. Segundo os sites internacionais, podemos estimar isto comparando com uma linha de costura. O cabelo humano em média tem a largura de 0.000254  cm. Fatores genéticos alteram essa espessura, idade também, bebês e pessoas idosas tem cabelo mais fino, cabelos escuros costumam ser mais grossos que cabelos naturalmente ruivos, sempre tem algo que vai fazer variar a espessura.

Finos:   Podem quebrar com facilidade, tenha cuidado ao desembaraçar, geralmente é um cabelo que não “colabora” muito na hora de fazer penteados, pode até ter alta densidade mas nunca irá parecer volumoso porque os fios são finos e; a prova dos nove: é aquele cabelinho que é fácil ficar pesado com um leave in mais nutritivo, se o creme não for leve ele vai pesar, fica com aspecto meio grudado e não fica soltinho, precisa de produtos leves para finalizar.

Médios:  Aceitam bem todos os penteados, aceitam bem a maioria dos leave ins e condicionadores, não é difícil de arrumar. Mas até ele pode pesar se você exagerar no creme.

Grossos É um cabelinho guerreiro, costuma agüentar melhor o tranco na hora de fazer algum procedimento químico, adora ser bezuntado, leave ins mais pesadinhos são seu prato favorito, é ótimo para fazer penteados, não aceita bem cremes levinhos, se usar creme leve demais ele fica enfarofado, indefinido e com aspecto de seco. É um cabelo guloso, gosta de produtos com composições ricas.

UMA CURIOSIDADE
Este gatinho é da raça Selkirk Rex, ele tem pelos crespinhos, já nascem assim,
existem outros, o Cornish Rex e o American Wire hair, dentre outros.

 Então é isso meninas, agora juntem tamanho do cacho com estes três elementos aí acima: textura, densidade e espessura do fio, saber isto é muito importante, conhecendo seu cabelo você escolherá os produtos certos e saberá o que funciona melhor para ele ou não. Espero que gostem. Até a próxima.

Beijos
~ Andréa ~ 

11 novembro 2013

produto testado: gel fixador Multi Vegetal


Olá, meninas! xD Como prometi na postagem sobre a Linha de Argan, da Multi Vegetal (aqui) hoje vou resenhar somente sobre o Gel Fixador de Babosa e Hibisco que está sob nova formulação.

Bom, eu já falei sobre o anterior aqui, quando falei sobre o Conjunto Para Cabelos Escuros. Já deu pra perceber que eu sou adepta da marca, né? =D Isso se dá pelo meu respeito à empresa que trabalha com fórmulas livres de lauril sulfatos, parabenos, etanolaminas, corantes, fragrâncias artificiais, polímeros sintéticos, produtos derivados de petróleo ou de origem animal - PRODUTOS NÃO TESTADOS EM ANIMAIS. Mas nas outras resenhas eu já detalhei isso, então vamos ao produto! #VemComigo

Composição
PECTIN; CALCIUM CHLORIDE; SODIUM HYDROXIDE; XANTHAN GUM; ALOE BARBADENSIS LEAF JUICE; HIBISCUS SABDARIFFA EXTRACT; CINAMMOMUM CAMPHORA BARK OIL; CANANGA ODORATA OIL; TOCOPHERYL ACETATE; POTASSIUM SORBATE; GLUCONOLACTONE AND SODIUM BENZOATE; DEHYDROACETIC ACID AND BENZYL ALCOHOL; AQUA 

Como vocês podem ver, trata-se de um gel sem Álcool, o que não agride o cabelo nem resseca, como a maioria dos geis por aí. Sobre a fixação, prefiro o produto anterior, tinha uma ação fixadora maior nos fios. Mas é como a Multi Vegetal promete: modelagem suave. 



Textura 

A textura do produto não é consistente mas também não é rala. Você percebe nas mãos algo parecido com aqueles produtos de esfoliar a pele. Uma certa "areinha". É aí que mora o perigo: tem que dosar a quantidade de produto que vai usar, usar pouco. E usar o gel antes ou misturado ao creme. Pra que essas areinhas não apareçam no cabelo. Com o produto anterior era possível aparecerem as areinhas, mas agora com a nova formulação percebo somente enquanto o cabelo está molhado.
Resultado
Nas duas fotos que seguem eu finalizei com o creme para pentear Óleo de Argan da mesma marca e seguidamente apliquei com a técnica da reza uma quantidade pouca de Gel Fixador de Babosa e Hibisco. Percebam como os cachos estão fixadinhos na primeira foto, com o cabelo molhado. *-* Na segunda foto, o cabelo já está seco e eu já os amassei.
Bom, gente é isso sobre o Gel Fixador, fiz questão de trazer resenha à parte sobre ele, como uma opção no mercado para geis sem álcool, o que é difícil. Os produtos da Multi Vegetal são confiáveis e não são caros. Inclusive vocês podem adquirí-los no site.
Vou deixar pra vocês a técnica de aplicação de gel - técnica da reza - que a guru Rosana postou no you tube: 
Um xero nos cachos e até a próxima postagem! xD
Tamires

02 novembro 2013

Minha rotina capilar - consumo consciente



Olá, crespinhas! Tudo bem? Atendendo a pedidos da galerinha dos cachos tipo 3, hoje vou falar da minha "rotina" \o/ \o/ \o/

Coloco entre aspas porque não sigo bem uma rotina, vou variando de acordo com o que tenho necessidade e com o que sinto vontade.
Embora eu não tenha uma rotina rígida, tem certas coisas que sempre repito no cabelo. Vou falar das dicas mais valiosas pra mim, quem sabe funciona pra você também?

Meus cachos são abertos, é tipo 2c misturado com 3a, sendo que tenho diferentes tipos de cachos pela cabeça. Na nuca são mais lisos. Na frente e na lateral não enrolam muito e atrás na parte superior é mais enroladinho. O principal problema dele é dar e manter a definição. Meu cabelo é muito rebelde, ainda mais com as luzes! Fica armado facilmente.
Meu fio é fino, então o cabelo é levinho, facilmente forma frizz. Produtos mais densos pesam mesmo no meu cabelo, e pode deixar um aspecto oleoso, esquisito.

Vamos às dicas:

Limpeza:
Costumo sentir coceira no couro cabeludo, por isso é difícil eu ter day after. Coisas que costumo fazer pra amenizar, prevenir coceiras são: 
No Poo Deva + óleo essencial de tea tree (4 gotinhas no tanto que uso no banho) 

Co-wash com Lory´s Baby amarelo com anfótero 3%, aumentei pra 6% e melhorou a coceira. Vou intercalando com o No Poo ou com algum shampoo sem sulfato (já usei o da Multivegetal e gostei). 

Com o anfótero na rotina, posso usar algum siliconezinho sem problemas. Tenho conseguido 1 day after com o co-wash com anfótero. É o máximo que consigo, mas às vezes cismo de lavar todo dia.

Costumo secar com toalhinha de microfibra, apertando.



Finalização:
É a parte mais importante pra mim.
Só LIE com pente largo
Não costumo fazer fitagem, rake and shake, dedoliss, nada. Apenas aperto os cachos com o Angél + Set it Free da Deva, após usar o LIE (condicionador Liss Intense Extreme da L´oreal) como leave-in. Antes de descobrir o Angél, eu costumava borrifar no cabelo uma solução bem rala de Panthenol puro com água no cabelo já pronto, o que também dá uma definição, maciez, brilho bons pro cabelo. Também é uma opção. Às vezes também só uso o LIE, mas aí ele pode perder facilmente a definição, tem dia que gosto dele assim, bem soltinho.
No Poo Deva com tea tree + Acqua Immersion no banho + condic. LIE como leave in
Daí só vou tocar nos cabelos de novo quando eles estiverem bem secos (ISSO É MUITO IMPORTANTE!). Com o Angél os cachinhos ficam "crocantes" e quando seca (mas só quando seca meeeesmo) aperto com cuidado os cachos, pra perder o aspecto de "cabelo duro de gel". Com o Panthenol, meu cabelo demora muito mais pra secar. 
Angél + Set if Free
Meus cachos abertos não acordam definidos de jeito nenhum. Sempre tenho que molhar. Molho com água, desembaraço com os dedos ou pente e passo Angel ou algum leave-in, ou molho com o próprio gel de linhaça. Eu não me adaptava ao gel de linhaça no começo da rotina low/no poo. Achava estranho, eu tentava só amassar os cachos quando eu acordava com a linhaça e não ficava muito legal. 
gel de linhaça: como eu usava antes (ERRADO)
Um dia resolvi tentar de novo: Agora eu "molho" com o gel de linhaça e desembaraço com pente largo, apertando depois. Já tive day afters maravilhosos com esse bendito!

como uso agora: 
só gel de linhaça num day after com muito vento


Tratamentos:
Umectação: gosto muito de massagear o couro cabeludo com óleo de rícino, que dá um trato legal no cabelo que tá nascendo. Ele vai nascendo brilhosinho, forte. Dizem que ajuda no crescimento. Mas não sei não. Meu cabelo cresce 1cm por mês em média. Com ou sem rícino. De quebra fortalece as unhas também.

Pra umectar os fios, passo no comprimento dos cabelos óleo de argan, pracaxi ou de pequi, ou alguma manteiga antes de dormir. Não encharco o cabelo, mas espalho bem. Não preciso forrar a fronha ou colocar touca. Faço isso de 1 a 2 vezes por semana.

Poderoso também é o azeite extra-virgem. Adoro. Costumo encharcar bem o cabelo (seco) com ele e deixar por 1 hora antes de lavar. Coloco a touca de plástico e vou fazer outras coisas, depois lavo. Deixa o cabelo bem macio, brilhoso, saudável, hidratadinho. Faço a cada semana ou a cada 15 dias.

Reconstrução: Depois de retocar as luzes, costumo passar no cabelo uma misturinha de 2 col. sopa de RT5 (Reparação Total 5 da Elseve) com 1 clara de ovo e 1 col. chá de mel (ou 1 col. chá de óleo de argan, ou extrato glicólico de leite de cabra). Mas cuidado: A RT5 parece que está com parafina na composição agora, o que é uma pena.
Sempre uso óleos vegetais puros (sem óleo mineral). Outra reconstrução que gosto é misturar colágeno (1 col. chá) em alguma máscara e deixar por 1hr no cabelo previamente úmido.

Que mais? Hidratação: Tão básica pra mim, tão rotineira que nem chamo de tratamento! Costumo hidratar no banho também, quase todo dia, com uma máscara de hidratação ou nutrição (é como se fosse meu condicionador). Tenho no meu box: L´oreal Liss Ultime, Acqua Immersion da Matrix, Kerastase Nutri-Thermique, Scencience Inner Restore (tem silicones, exige que se use o anfótero para tirá-lo na próxima lavagem), Amend Discipline Liss.

De vez em nunca uso a ampola desamareladora da Lacan (meu cabelo não tem tendência a ficar alaranjado, e pra falar a verdade nem ligo muito pra isso). Dá um brilho incrível, é bem emoliente (prefiro do que shampoos desamareladores que sempre ressecam meu cabelo), e vai desamarelando sim, conforme o uso contínuo. Mas ouvi dizer que anda meio difícil de achar.

Às vezes, faço enxágue com vinagre, depois de enxaguar o shampoo (ou no poo ou co-wash) 1colher de sobremesa para 500ml de água. Enxáguo depois e finalizo como de costume. 
enxágue com vinagre + LIE + Panthenol

Meu cabelo não dá muito trabalho pra finalizar, mas preciso caprichar na hidratação, nutrição, reconstrução.



CONSUMO CONSCIENTE: 
Em tempo: Depois de tanto pirar em cosméticos (e roupas, perfumes, maquiagem...), querendo experimentar de tudo, comprando muitas coisas por impulso, estocando produtos em casa... Estou tentando substituir meus produtos por marcas que não testam em animais e que tenham um mínimo de respeito com o consumidor, meio ambiente e com os empregados. Estou procurando adotar um estilo de vida mais simples, com menos consumismo, ou com um consumismo consciente, com mais ética e com mais respeito ao meio ambiente. Quando compramos muito, entramos num ciclo vicioso de ter, ter, ter e não valorizar o que temos, e sempre querermos mais. E ficamos com um monte de coisa que não presta entulhada em casa. Quero comprar apenas o que eu preciso e o que tem valor pra mim. Não valor financeiro, mas apenas aquilo que valha realmente à pena. Muitas vezes um produto baratinho tem grande valor.

Afinal, o que estamos financiando quando compramos um produtinho? E a que custo?

Então, estou tentando riscar da minha rotina capilar produtos muitas vezes caríssimos e que testam em animais. 

Procuro também não comprar mais as marcas que estão frequentemente mudando a composição dos produtos, o que considero um desrespeito com o consumidor. 

Estou de olho em marcas como Surya, Ecologie, Natura, Amend, que além de mais baratas, até onde sei, não testam em animais. A Surya, inclusive parece ter uma relação de enorme respeito com os funcionários da empresa e com o consumidor. Conforme eu for experimentando os novos produtos, conto pra vocês, fico devendo essa (ainda estou testando).

Ah! Não recebo um centavo pra fazer publicidade aqui, viu? O que falo é com base na minha experiência, falo verdadeiramente, acredito que produtos bons de empresas bacanas podem e devem ser recomendados, e os que não dão bom resultado eu compartilho também. Só falo depois de usar por um bom tempo pra ter certeza do resultado do produto. Lembrando que cada cabelo uma sentença, certo?

Quem quiser saber mais sobre testes em animais, e tiver estômago, recomendo assistirem ao filme Terráqueos:



Beijos e até mais!
Fezoka