20 maio 2013

transição capilar -->> Isabela




Olá acompanhantes do Cabeleira Crespa.
Então, eis ai a minha história de “transformação”. Lembro-me como hoje de um dia de sábado em que, insatisfeita com meu eu (identidade), me bateu uma doidice e eu decidi escovar o cabelo. Sim, minha transformação começa pela escova, pois eu ainda não tinha coragem de me “livrar” dos cachinhos que por muito tempo eu tinha até orgulho de tê-los.
Aí comecei escovando o cabelo, para ajudar no resultado da escovação, dei uma tal de abertura de raiz, que a ideia era relaxar a raiz e o cabelo ficar com menos volume; até gostei, pois eu ainda tinha os cachinhos, eu só não imaginei a lógica da coisa, que na medida em que o cabelo vai crescendo, o produto vai descendo e...? Adeus cachinhos! Pois foi exatamente isso que foi acontecendo, e como eu já estava na onda da escova e tinha gente que incentivava a minha cabeça boba, dei a tal definitiva.
Passei um ano com os cabelos alisados, era um tal de ir retocar a raiz de três em três meses que me tirava a paciência (nunca fui adepta de salões, de cabelereiro  e etc.).


Lembro-me que o que mais me incomodou em ter o cabelo alisado foi que a minha identidade meio que passou, também, por um processo de mudança, eu meio que coloquei uma máscara no que eu realmente era, e isso foi o que mais me angustiou.
Eis o dia, que com o apoio de uma amiga, eu decidi não colocar mais nenhum produto químico na minha cabeleira, eu sabia que ia ser difícil ver a raiz crescendo, cabelo desigual e que isso exigiria muita paciência de mim, mas eu queria a todo custo ter meus cachinhos de volta, e assim fiz.

Quando a raiz do cabelo começou a crescer e eu a me desesperar, ora usava o cabelo preso, ora passava a chapinha e escova, foi quando eu decidi cortar o cabelo, e cortei ele no ombro. Passei um tempo assim, até que comecei a usar tiaras de crochê feitas por minha mãe, tinha cerca de 15 tiaras, cada uma diferente, cor e etc, porque eu usava muitoooooo, sempre (Hahahaha).

 Daí, quando a raiz já estava bem crescida, mas ainda não quis cortar o cabelo, optei pelas trancinhas, e passei três meses com o cabelo pesado e quebrando um bocado, mas estava mais feliz do que com a tal escova e chapinha. 

Aí o dia chegou, tirei as trancinhas, medi a raiz já um tanto crescida, mas ainda assim me faltou coragem, se me recordo bem, acho que ainda passei um mês com o cabelo preso. Até que um dia de domingo, nada pra fazer, eu tinha uma tesourinha de papel em casa, me olhei no espelho e tive a ideia de eu mesma cortar meu cabelo. Ora, pensei: cabelo cacheado não precisa de nivelamento, vou cortar.

Tesoura pra cima, mechinha por mechinha, esticava o cabelo pra ver onde cortar, e assim fiz no cabelo todo, fiquei com um corte tipo “Joãozinho”, passei pela estranheza de muita gente, mesmo porque eu estava gordinha de cabelo Joãozinho, imagina os olhares da geral? 
Pois foi, mas superei todos eles, sem nenhuma dor de cabeça, tive sim meus momentos de baixa estima, mas tá, quem não tem? Supereeeei!!!


Hoje, meu cabelo tem crescido mais, no processo de crescimento passei por uma fase black power, que eu adorei haha x), e agora,

com certeza, me sinto mais eu, me sinto realizada, leve e “resolvida” comigo mesma, com minha identidade, e meu pai bobo por ver meus cachinhos em mim novamente (hahaha).

Deixo minha experiência para @s cachead@s e cresp@s, e também para aquelas pessoas que querem ter sua identidade de volta, mas acham que “não volta mais”. Volta siiiiim, é só PERSEVERAR!!!
No mais, perseverança no que se deseja, sempre.
E mais do que nunca, se sentir bem com o que é, é bom demais!!!
x)
Beijo beijo,
Isabela Barbosa.

16 maio 2013

shampoo restaurador da côr - surya




Olá meninos e meninas ! :D  Eu comprei e testei o shampoo sem sulfato da Surya, o nome é Color Fixation (Restaurador da Côr), embalagem vermelhinha, vejam abaixo:
No rótulo diz: Shampoo suave, indicado para cabelos com tratamento químico. Fórmula desenvolvida para reconstruir as fibras capilares, devolvendo o brilho e a maciez dos cabelos ao mesmo tempo em que resgata a naturalidade dos fios. Protege e mantém a cor por mais tempo. Fórmula enriquecida com cupuaçu e buriti, absorventes naturais dos raios ultravioleta, associados á proteína de arroz e 15 extratos de ervas e frutas exóticas naturais da India e da floresta amazônica.

 O produto parece um melzinho fino, tem a cor e consistência que lembra mel mas sem ser grosso e sem aquela viscosidade. Espuma bem, tem cheirinho suave e exótico, é muito parecido com o cheiro da henna creme da própria Surya (eu uso e pude identificar o cheiro).

Como usei
Eu fiz uma umectação com azeite, sempre que faço umectação retiro com um shampoo sem sulfato. Lavei uma vez só e não precisei repetir, retirou o azeite do cabelo. Quando enxaguei tive a impressão que o cabelo deu uma ressecada, mas depois que saí do chuveiro e pus a minha camiseta velha no cabelo, retirei depois e o cabelo mesmo sem creme nenhum estava bem, não estava ressecado, embaraçado sim mas não ressecado. O embaraçamento é normal, são os cremes, os condicionadores e máscaras que ajudam a desembaraçar o cabelo, um shampoo que permita desembaraçar o cabelo precisa ser extremamente cremoso, praticamente um condicionador limpante, coisa que infelizmente não apareceu aqui no Brasil ainda a nível comercial, dentre os produtos profissionais tem esse tipo de produto sim, mas o bolso vai ser sacrificado $$$$$. Após lavar prossegui com a máscara e finalizei como de costume.

Composição
Aqua (water), Disodium Cocoyl Glutamate, Decyl Glucoside, Cocamidopropyl Betaine, Oleamide DEA, Glycerin, Dehydroacetic Acid, Benzyl Alcohol, Citric Acid, Dehydroxanthan Gum, Essential Oils (Cananga Odorata oil, Citrus Cinensis oil, Citrus Medica Limonum oil, Citrus Aurantium Amara oil), Achillea Millefolium, (Yarrow) Extract, Aloe Barbadensis (Aloe Vera) Extract, Arnica Montana (Arnica) Extract, Bertholettia Excelsa (Brazil Nut) Seed Extract, Chamomilla Recutita (Matricaria) Extract, Corylus Rostrata (Hazel) Seed Extract, Daucus Carota Sativa (Carrot) Root Extract, Euterpe Oleracea (Açai) Extract, Genipa Americana (Genipapo) Extract, Lawsonia Inermis (Henna) Extract, Malphigia Punicifolia (Acerola) Fruit Extract, Malva Sylvestris (Mallow) Extract, Paullinia Cupana (Guaraná) Extract, Phyllanthus Emblica (Amla) Extract, Zizyphus Joaseiro (Juá) Extract, Xanthan Gum, Hydrolysed Rice Protein,  Mauritia Flexuosa (Buriti) Fruit Oil, Tocopheryl  Acetate, Theobroma Grandiflorum (Cupuaçu) Seed Butter.

Com vocês, podem ver, composição excelente, natural e brasileiríssima, a Surya está de parabéns ! :D Este produto é encontrado em grandes drogarias, farmácias e perfumarias, também pode ser comprado pela internet, é só pôr o nome no Google e encontra-se onde é vendido.

As drogarias Panvel e também a Cornucópia vendem, mas estão com os estoques zerados, ele tem muita procura. Esta formulação acima que listei é a nova, antes este shampoo não era liberado para no poo e nem era tão bom assim, este é um caso raro onde se vê um fabricante realmente melhorar a formulação de um produto. Eu procurei bastante o meu e consegui comprar no centro da cidade aqui no Rio, dependendo do estado onde vocês estejam, é mais fácil comprar pela internet mesmo, não vai sair caro, o shampoo custa em média R$ 10,00 somando-se o custo do envio, não deve ficar caro não.

Nas drogarias Rede tem, vou pôr o link aqui:

Existem também o condicionador, a máscara e o creme de pentear, são todos liberados para no e low poo, mas estes eu ainda não comprei e não testei. No link acima vocês também encontrarão o shampoo OroArgan da Bioderm que contém um sulfato muito leve, ainda vou falar dele aqui.

Por hoje é só pessoal, beijos e até a próxima ! ;)

Andréa

13 maio 2013

técnica do loc



Amores crespos, venho trazer pra vocês essa super técnica para nossa cabeleira crespa que eu uso e indico, pelo fato de que os resultados são palpáveis.
É técnica do LOC. Trata-se da finalização numa sequência onde o cabelo recebe o líquido, + ou – 10 minutos depois, recebe o óleo, + ou – 10 minutos depois enfim o creme finalizante.
Atentem para este intervalo entre um passo e outro, pois este é o segredo do negócio.
 Vamos entender melhor? ;D

Origem o.O
Essa técnica eu aprendi através do blog da Chicoro, que é especialista em cabelos crespos e longos. Ela escreveu um livro Grow It! sobre como atingirmos o cumprimento longo dos nossos cabelos crespos. O livro ainda não foi adaptado para nossa língua e o blog é em inglês, mas eu me adaptei à técnica e trouxe para vocês! =)
Para Chicoro, como um auxílio na preservação dos fios de cabelo (e consequentemente na retenção de comprimento) algo que ajude a selar adequadamente e por mais tempo a hidratação que os fios recebem, ela sugere o Método LOC. Este método consiste em seguir uma determinada ordem de aplicação de produtos para garantir que a hidratação permaneça nos fios por mais tempo. A ordem dos produtos é justamente o nome do método: L de líquido (liquid), O de óleo (oil) e C de creme (cream).


Como eu faço

1º passo -->> LÍQUIDO: quando lavo os cabelos - geralmente é sempre depois de hidratar, nutrir ou reconstruir – considero essa parte em que os cabelos estão molhados, a parte líquida do LOC. Uma vez por semana, molho mais, borrifando com d-pantenol ou babosa + água. Só uso uma vez por semana assim, pra não exceder o uso de d-pantenol, caso contrário, o efeito é reverso.

2º passo -->> ÓLEO: 10 minutos passados e o cabelo só com água rapidamente seca, não completamente. Esse é o momento em que passo algum tipo de óleo vegetal puro. O óleo de semente de uva, o de rícino e o de amêndoas têm sido meus preferidos para este fim. Tipos de óleos mais emolientes e hidratantes são os: copaíba, damasco, jojoba, prímula, girassol, castanha do Pará, cártamo, buriti, óleo de algodão ou abacate. Manteigas de Karité ou Manga também trazem bons efeitos. Mas se você não tiver nenhum desses, o Azeite de Oliva Extra Virgem, já salva. #AmamosAzeite ;D



3º passo -->> CREME: mais 10 minutos de intervalo para o Óleo que pus anteriormente. O cabelo está quase seco. Essa é a ideia! ;D Você vai praticamente pentear o cabelo seco. No meu caso, só 5% está úmido. O interessante dessa técnica é que com o cabelo quase seco, todo o produto finalizante será absorvido e bem distribuído pelo cabelo. Meu cabelo recusa cremes, então uso condicionador aqui. Misturo a 1 colher de chá de mel + 1 colher de chá de azeite de oliva extra virgem à quantidade de uso. Faço fitagem, passo gel de linhaça no final, e seco com a técnica do plopping, como de costume.

Resultados
Pronto! Está aí o motivo pelo qual o meu cabelo tem aparência de náilon, cabelo de boneca, como falam xD (alguns nem acreditam que o cabelo é meu de verdade)! O segredo é pentear quase seco! A mesma coisa serve pras hidratações, certo? 
Deixar o cabelo 90 ou 95% secar antes de proceder com cremes é importante uma vez que os produtos que usamos são solúveis em água, por isso, quanto menos água, mais o produto será absorvido, logo, melhores serão os efeitos.
Ah, e o fato de ter aplicação de óleo vegetal no meio do processo LOC, permite a liberdade de o cabelo passar o dia todo solto, sem se rebelar, volume grande, pra quem gosta de ativar e controlado pra quem prefere. Eu particularmente, prefiro volumoso. Então, quando o cabelo tá seco, vou com os dedos até o couro cabeludo pra separar os fios que ficam grudados lá. Balanço prum lado, pra outro e assim consigo mais volume e adoooro! ;D 
Gente, e a hidratação permanece mesmo no cabelo! Especialmente porque meu cabelo é super-hiper-mega poroso, a técnica tem me servido mesmo!
Bom amores, espero que tenham curtido a postagem de hoje e até a próxima! ;D
Tamires

11 maio 2013

algumas receitas caseiras



Olá meninas lindas  : D Hoje quero passar aqui para vocês umas 3 receitas caseiras que achei muito interessantes e cheguei a testar. Vamos a elas !

1 - Receita com iogurte para fortalecer e abrir um pouco os cachos.

Quem me passou a receita disse que ela abre um pouco os cachos, no meu caso não abriu, mas o cabelo gostou, ficou brilhoso, com balanço e bem hidratadinho:

- 1 copo de iogurte natural (se puder fazer em casa ótimo, se não, pode ser o copinho do iogurte integral do supermercado, aquele branquinho sem fruta, sem nada).
- 1 gema de ovo
- 2 colheres de sopa de leite integral
- 1 colher de sopa de óleo de côco
- 1 colher de sopa de azeite extra virgem
- um pouco de maizena (o suficiente para engrossar um pouco a mistura)

Misture todos os ingredientes, aplique no cabelo e ponha touca plástica e uma touca aluminizada por cima, deixe agir por 30 a 45 min. Enxague ou faça um co wash, finalize como de costume.


 2 - Receita com maionese para nutrir e hidratar

- meio copo de maionese
- 2 colheres de sopa de mel
- 1 colher de sopa de óleo de amêndoa doce
- 3 colheres de sopa de água filtrada ou mineral

Misture todos os ingredientes, aplique em todo o cabelo, use as toucas que mencionei na receita anterior, deixe agir por 30min e lave, quando a receita leva maionese é preciso lavar. Finalize como de costume.
Gostei deste tratamento, o cabelo andava meio ressecado e deu uma melhorada sim.


 3 - Receita com mel, para combater pontas duplas e hidratar  



- meio copo de leite morno
- duas colheres de sopa de mel
- duas colheres de sopa de azeite extra virgem

Misture tudo, vai ficar bem líquido, é assim mesmo, aplique em todo o cabelo e ponha a touca, ponha uma toalha de rosto no pescoço porque vai escorrer um pouco. Após 30 min. lave os cabelos e finalize como de costume. Eu gostei muito, mel no meu cabelo é garantia de bons resultados. Outra variação que faço desta receita é misturar uns 50ml de azeite com 3 colheres de sopa de mel, e deixo 30 min no cabelo.  : )


Algumas dicas:  :P

==> Eu gosto de fazer o seguinte: após eu ter feito estes tratamentos eu sempre uso uma máscara, de preferência turbinada, depois enxaguo e finalizo. 
==> Cabe aqui eu dizer que faço isto porque meu cabelo é bastante seco e sou um mix de 3C com 4A então, assim eu tenho resultados melhores. 
==> Se o seu cabelo é ondulado ou cacheado tipo 2C, 3A, acredito que dá pra dispensar a máscara, usar um condicionador após o enxague e finalizar. Cada cabelo tem suas necessidades. 

Espero que seja útil para vocês, beijinhos e até a próxima !   ; )

Andrea

02 maio 2013

como escolher um shampoo



Olá crespinhas e cacheados ! Vocês sabem escolher shampoo ?  :)
A resposta habitual será: "É claro que sei escolher shampoo, eu escolho os mais cheirosos e com precinho camarada de preferência." Também gosto de economizar, o shampoo cheirosinho é ótimo, mas... será que ele vai fazer bem para os cabelos ? Principalmente levando em consideração que o cabelo é cacheado, ou está em transição, ou passa por transformação química (e aqui entra relaxamentos, tinturas, luzes, progressivas e etc.) ?

O que é um shampoo ? o.O
Um shampoo é uma substância feita para higienizar os cabelos, composta de tensoativos (surfactantes) que irão soltar dos cabelos a sujeira acumulada, (poeira, restos de leave in, poluição, gordura e etc)
Uma ajudinha aqui da Wikipedia, afinal não vou dar aula de química aqui, queremos ver a coisa na prática.

 Os detergentes (ou surfactantes) são substâncias anfifílicas, ou seja, apresentam em sua estrutura molecular uma parte polar e outra apolar, o que dá a estas moléculas a propriedade de acumularem-se em interfaces de dois líquidos miscíveis ou na superfície de um líquido.
A palavra detergente, procede do latim detergere, que significa limpar. Em medicina se entende por detergir, limpar uma úlcera ou ferida, e se denomina detersórios as substâncias empregadas para tal finalidade. Isto significa que podem qualificar-se como detergentes substâncias tão dispares como a saliva, o sabão ou a gasolina, dependendo em que superfícies são aplicadas.
Na prática diária se entende como detergente apenas as substâncias como sabões e similares, que emulsificam as gorduras ou matérias orgânicas devido a propriedade de suas moléculas possuirem uma parte hidrófila (que atrai moléculas de água) e uma parte lipófila (que é hidrófoba). Esta propriedade é obtida ao oxidar um ácido graxo de cadeia longa como, por exemplo, palmítico, esteárico ou oleico com uma base alcalina, frequentemente de sódio, potássio ou cálcio. Este processo é denominado saponificação. O extremo da molécula que contém o ácido graxo é lipófilo, e o que contém o átomo alcalino é hidrófilo. 
 Mas qual é o problema  ?
Muito bem, o problema é que... quando o cabelo é lavado com um shampoo possuidor de surfactantes potentes, mais fortes, ele lava o cabelo e também retira toda a hidratação do fio, é um arrastão sem misericórdia nos fios, vai sujeira, vai hidratação, vai o sebum natural etc. Se o cabelo é liso e virgem, OK porque ele se lubrifica bem demais e sozinho, se o cabelo for crespo, cacheado ou receber relaxamento, ou progressiva, ou for tingido de qualquer forma, a coisa fica meio esquisita... vai ressecar e muito o pobrezinho, o crespo então... ele tá lá, ralando pra caramba pra trazer o óleo produzido pelas glândulas sebáceas até as pontas dos fios para dar uma hidratação decente, vai ter que descer as molinhas para chegar até lá, ao contrário de um fio liso... no meio do caminho, no melhor da festa, lá vem você, com um shampoo super forte, com surfactantes agressivos... pronto.... adeus hidratação.

Aquela sensação de cabelo palha molhada e super embaraçada, após lavar duas vezes com um monte de shampoo e um mundo de espuma, esfregando o cabelo feito um pano de chão... nada bom... não mesmo. Isso é uma agressão desnecessária ao cabelo e degrada sua estrutura ao longo do tempo.

Existem outras opções, temos o método "no poo", "low poo", que utiliza o "co wash" e intercala com um shampoo sem sulfato, (que já tem artigo aqui, é de março ==> Artigo Cabeleira Crespa "no/low poo"  ) você pode adotar shampoos sem sulfato, aqui no Brasil não tem muitos mas existem e tem opções para todos os bolsos, se estiver difícil encontrar um shampoo sem sulfato você pode pelo menos adotar um shampoo com surfactante (sulfato) mais suave, menos agressivo, que não vai estropiar seu cabelo. 

Se não conhece o "co wash" aprenda o que é aqui:==> Artigo Cabeleira Crespa sobre co wash

Sulfatos Leves  &  Sulfatos Pesados

Aqui vai uma lista dos sulfatos agressivos, dos quais devemos "fugir" e dos sulfatos mais suaves, que irão lavar o cabelo sem fazer estrago:

Sulfatos Pesados:  (encabeçando a lista o pior) - 

Sodium Lauryl Sulfate 
Sodium Laureth Sulfate 
Sodium Myreth Sulfate 
Ammonium Lauryl Sulfate
Ammonium Laureth Sulfate
Sodium C14-16 Olefin Sulfonate
TEA Lauryl Sulfate
TEA dodecylbenzenesulfonate
Sodium Alkylbenzene Sulfonate
Ammonium Xylenesulfonate
Sodium Xylenesulfonate


Sulfatos Leves:

Sodium Cocoyl Isethionate
Sodium Lauryl Sulfoacetate
Sodium Socoyl Sarcocinate
Sodium Lauryl Sarcocinate
Sodium Lauroyl Sarcocinate
Ethyl PEG-15 Cocamine Sulfate
Dioctyl Sodium Sulfosuccinate
Sodium Lauryl Glucose Carboxylate
Disodium Laureth Sulfosuccinate
Sodium Methyl 2-Sulfolaurate 
Disodium Sulfolaurate
Methyl Cocoyl Taurate
Methyl Lauryl Taurate
Sodium Cocoyl Glycinate

Então meninas, quando forem comprar shampoo, leiam o rótulo, só assim você conseguirão comprar os produtos certos, não existe forma fácil, infelizmente a indústria cosmética, como todos os outros segmentos, não dizem sempre a verdade, já vi shampoo escrito no rótulo que não tinha sulfato e tinha um sulfato leve, ou seja, era um bom shampoo, mas precisava mentir que era sem sulfato ? Já vi shampoo que se dizia natural e tinha um sodium lauryl sulfate pulando logo no início da composição, já vi produto que se dizia orgânico e estava cheio de conservantes... olho vivo gente, não se deixem enganar, sejam consumidoras conscientes, não só para shampoo; para alimentos e tudo o mais, não fechem os olhos e consumam as coisas ignorando o que são.
Fiquem atentas aos próximos assuntos, faremos uma resenha de shampoos sem sulfato. 
Por hoje é só, beijos encaracolados e uma boa semana para vocês lindas !  :*  
Andrea.