29 junho 2013

sensibilidade às proteínas




Olá lindas e lindos, tudo bem ? O papo hoje é sobre cabelos que são sensíveis às proteínas, tem uma galerinha sofrendo com isso mas a ficha não caiu ainda... assim como a minha não tinha caído.
OK, proteínas são elementos de reconstrução e são ótimas para os cabelos... só que ...
Se alguém já viu este “filme” fique atenta:

Fiz minha reconstrução toda alegrinha, pus um tiquinho de queratina líquida hidrolisada à máscara, acrescentei também proteínas hidrolisadas do leite e da seda, beleza... só que não... :/


Ou então umectei o cabelo com óleo de coco e o resultado foi um tiro no pé... fuá total...
O resultado é o mesmo para os dois casos acima: um cabelo fuá, cheio de frizz, mega seco, tipo palha mesmo, uma bucha... além da aspereza... mas como assim ? ... Fiz tudo direitinho...  :’(

Pesquisei a respeito e eis que me deparo com a seguinte “descoberta”: existem cabelos que não gostam de receber proteínas, porque o fio já tem uma boa quantidade, se receber mais, é efeito rebote na certa.
Aprendi que essa sensibilidade à proteínas ocorre com maior freqüência em quem tem cabelos de fios grossos (costumam ser mais ricos na carga original proteica, logo não precisam tanto assim de reposição). 

Logicamente, o contrário é facilmente verificável, cabelos fininhos gostam de receber proteínas, eles carecem deste tipo de componente no fio. Isso não é uma regra absoluta meninas, mas vou dizer que em 95% dos casos a coisa funciona assim mesmo. Se a dona do cabelo faz descoloração, platina, faz progressiva, etc e etc então, a reposição é de lei, é necessária mesmo.


O meu tem uma particularidade engraçada, ele odeia proteínas, gostou do óleo de coco somente no início da transição, hoje em dia nem uso mais e ele gosta de Henna, sendo que a henna faz uma ”pegadinha” com o cabelo, se comporta como se estivesse repondo proteína no fio quando na verdade não está, são particularidades da mágica Lawsonia inermis (nome científico da planta).

E a vida ensina não é gente? Só descobrimos se somos sensíveis demais ás proteínas testando e apanhando... Vendo o resultado que descrevi acima, sem falar que há casos e casos, vai ter gente com cabelo fino que vai ter problemas com proteínas... só na experiência é que você vai saber mesmo.
Bom, se você caiu na mesma situação que eu, evite produtos capilares no geral que contenham estes itens abaixo:

  • qualquer coisa que tenha hydrolized no nome (vai agir como proteína).
  • Queratina então... é o elemento mais potente de reconstrução, queratina na hora errada, na quantidade errada e no cabelo idem, é garantia de cabelo duro.
  • qualquer coisa que diz proteína de ou aminoácidos.
  • Tudo que é originário de grãos (trigo, farinha, aveia etc) os grãos contém proteína vegetal – porque vocês acham que a soja é considerada o boi do reino vegetal e o pessoal vegetariano capricha na sojinha ?
  • Lêvedo de cerveja (levedura de cerveja), qualquer levedura, qualquer coisa originária de fungos ou cogumelos.
  • Óleo de coco não é proteína MAS ajuda na retenção da proteína já presente no fio, reforça as que já existem.
  • Óleo de jojoba em algumas pessoas funciona como se fosse óleo de coco. Comigo não aconteceu, amo o óleo de jojoba.
Se você apresentou os sintomas que descrevi, dê um tempo nas proteínas, use bem pouco e dê um bom espaço entre as aplicações, capricha nas hidratações e nutrições, faça reconstrução sim porque o cabelo quer receber, mas faça reconstruções leves e bem espaçadas, eu comecei a fazer isso e a situação mudou, o cabelo voltou a ficar macio e com bom aspecto novamente. A coisa é real! #AconteceuComigo.

Beijinhos e até a próxima.
Andréa

6 comentários:

  1. Acho que posso está sofrendo disso...meu cabelo é anelado (mas ao contrário de muitos cabelos cacheados, ele é grosso e pesado) e no alto da cabeça, por mais que eu hidrate, ele continua extremamente seco, áspero e não forma cachos definidos nessa área (apenas nessa parte). Talvez seja pq ele tenha muita proteína, vou dar uma olhada na composição dos meus cremes para ver se eles tem proteína na composição. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei o assunto!! Veja o meu caso: cacheado 3A, fios finíssimos, com uma progressiva antiga e com luzes. Mesmo assim, meu cabelo não suporta queratina. Os outros hidrolizados eu consigo usar em leave-ins, porque inclusive ajuda a encorpar os fios. Tentei umectar com óleo de coco umas 3 vezes, nunca deu certo. Os fios ficaram ressecados, parece que dá efeito contrário. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. O seu post salvou a minha vida! Tenho certeza que o meu cabelo tem essa sensibilidade =\
    Eu queria perguntar duas coisas: o meu cabelo se daria mal com gel de linhaça (ja que a linhaça é um grão)? Tava querendo experimentar, mas agora ja não sei...
    Tem mais algum óleo para umectação que tem esse efeito de retenção de proteína do óleo de coco (justamente para eu nao comprar, ja que me dei super mal com o óleo de coco)?

    ResponderExcluir
  4. Amei o seu post, pois estou passando por justamente isso.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo, fico feliz em ver que te ajudou bastante ! Olha, faz um teste de mecha com o óleo de jojoba, como eu citei já acima no post, em alguns casos ele dá um efeito parecido com o óleo de côco, mas testa porque é um óleo muito bom e talvez você possa usar ele sim. Sobre o gel de linhaça, não conheço nem li casos em que este gel desse um efeito do tipo descrito, sugiro testar, eu não utilizo gel algum porque meu cabelo não gosta de nenhum gel, mas tenho amigas que amam o gel de linhaça. bjos

    ResponderExcluir
  6. Ana, que legal que o post te ajudou ! bjos

    ResponderExcluir

Antes de deixar seu comentário consulte o próprio blog no "Pesquise aqui", às vezes sua dúvida está em outra postagem. Mas se você não encontrar no blog, deixe seu comentário, tire suas dúvidas sem timidez! Eli e eu vamos fazer o possível para ajudá-las. Obrigada por estar conosco, xero nos cachos! xD